Um problema na tenda de Noé

(ampliando o assunto tratado num e-mail que recebi, de gente séria e temente ao Senhor)

“Acontece nas melhores famílias” – Você já ouviu isso mais de uma vez, certo?
Pois bem, a família de Noé, apesar de unida no trabalho de construir a arca, também passou por situações difíceis.

Passado o dilúvio, Noé plantou uma vinha, colheu seu fruto e fez vinho. Bebeu do vinho e embriagou-se. Um bom sono e, talvez, uma dorzinha de cabeça, deveria ser todo o resultado daquela situação, se não fosse a insensatez de seu filho do meio.
Cão entrou na tenda de Noé e viu o pai naquela situação e, ainda por cima, nú. Sem qualquer cuidado, Cão saiu da tenda e foi contar o que viu aos que estavam de fora.
Seus irmãos, porém, com prudência e cuidado, entraram de costas na tenda, levando consigo uma manta, com a qual cobriram a nudez do patriarca. Passado o problema, Noé, o pai, se lembra do que fez Cão e, indignado, lança pesada maldição contra ele.

Pois bem – você dirá – e eu com isso? Hum… talvez muito.

– Não há nada de louvável no que aconteceu no interior da tenda. Mas vai passar. Muita coisa já passou e isso vai passar também. Passou para o restante da família de Noé – mas deixou marcas eternas no filho insensato. Se foi insensato o fato inicial, muito mais o comportamento do tolo Cão.

– Cobrir o Corpo, para preservar sua saúde e não expor a família toda ao vexame. Isso não tem sido a preocupação de muitos tolos como Cão.

– Divulgar, fora da tenda, aquilo que, pela confiança de que desfrutava ao ponto de entrar na tenda do pai, chegou ao seu conhecimento. Isso pareceu muito mal aos olhos do pai, ao ponto de receber maldição eterna por aquilo.

– Aquele que salvara sua vida, empreendendo a construção da arca, não merecia um pouco mais de respeito? De seu cuidado protetor? Afinal o próprio rapaz havia sido protegido anteriormente pela obra do pai.

Temos problemas nesta nossa grande família também. Um companheiro nosso sempre diz que toda família tem um doido. Uma família enorme como a nossa tem vários!

Sejamos, porém, como Sem e Jafé, os filhos que, sabendo da dificuldade no interior da tenda, não foram curiosos e inconsequentes, mas virados para a porta de entrada da tenda, como que vigiando para que ninguém mais fosse alí espiar, cuidaram do nome do pai e da família, sendo respeitosos e prudentes.

Lance sobre os problemas internos da Igreja a capa da intercessão, do jejum e oração de madrugada. Os que assim fizerem certamente serão abençoados.

15 comentários sobre “Um problema na tenda de Noé

  1. Sem e Jafé, tomados pela preocupação de preservar o que era de mais precioso, não somente cobriram a nudez de seu pai, mas impediram que os demais curiosos falassem daquilo que não entendem.

    Assim tem que ser a vida do servo fiel, se preocupar em preservar aquilo que temos de mais precioso – A OBRA REDENTORA DO SENHOR JESUS CRISTO, REVELADA PELO ESPIRITO SANTO – e não deixar que os curiosos murmurem sobre aquilo que não entendem.

    APDSJ,

    Curtir

  2. A Palavra diz: “Ai daqueles que blasfemarem contra o Espírito Santo”, sendo a Obra direcionada pelo E.S., nós, servos, devemos estar atentos e não admitir ou mesmo não compactuar com murmurações, questionamentos, mas usarmos do poder da oração para calar o adversário. Não podemos deixar nada nos tirar do nosso alvo maior, principalmente no momento em que estamos tão próximos da volta de Jesus.

    Curtir

    • Concordo plenamente. Se soubéssemos hoje quanto tempo falta para nossa partida, certamente pensaríamos muito, muito mais antes de falar ou de deixar alguém nos falar. Obrigado por comentar. Apareça sempre.

      Curtir

  3. Precisamos orar e vigiar. Às vezes muito mais do que lutar contra uma forma de agir, temos que lutar contra nossas características genéticas, nossa criação. Às vezes não fazemos por maldades, mas estamos trazendo um prejuízo passageiro para a Obra e eterno para nossas vidas, sem ao menos darmos conta. Misericórdia.

    Curtir

    • O segredo para isso, caro sobrinho, está escondido na parábola do fariseu e do publicano (Lucas 18:12). O arrogante fariseu procurou referência no outro para se sentir melhor consigo mesmo. Enquanto isso o publicano só olhava para si e batia no peito, pedindo a bendita misericórida divina. “Miserável homem que sou”, dizia Paulo ao reconhecer suas mazelas.

      Um abraço e que o Bom Senhor abençôe você.

      Fico muito feliz de poder compartilhar esses tesouros também com você.

      Curtir

      • Tio Jô, como sempre certeiro! Amém! Obrigado! São tesouros mesmo. Continua postando que todo dia to conferindo aqui. Abraço!

        Curtir

  4. Quando estamos sensiveis a voz do Espirito Santo, no momento em que Ele nos orienta sobre termos o tremor e o temor diante do que temos presenciado, devemos atende-Lo prontamente, porque ao olharmos com nossos olhos carnais certamente teremos uma postura carnal, mas quando conseguimos colocar a capa da intercessão, madrugada e jejum, nem o que vimos ou ouvimos irá nos fazer agir de forma diferente.
    A paz do Senhor Jesus,
    VEM JESUS!

    Curtir

  5. companheiro, trouxe essa palavra outro dia para o grupo de intercessão Comentei também a respeito de Judas que, sabendo da intimidade do Jardim das Oliveiras, foi expor Jesus para entregá-lo. Era um momento de dor e de clamor. Foi preso como um malfeitor. Cão e Judas expuseram a intimidade do corpo, que não pode ser objeto da nossa curiosidade, mas motivo de oração e intercessão.

    Curtir

  6. Ao ler o texto lembrei de algo que a minha mãe sempre fala pra nós: “Sabedoria é o primeiro dom!”. Recordei também do texto que está em Provérbios 9:10, que diz: “O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e a ciência do Santo, a prudência.”.
    De fato muito proveitoso o texto, irmão! Que Deus nos abençoe e que possamos a cada dia guardar em nosso coração, aquilo que o nosso Pai tem nos ensinado.
    APDSJ
    Thayrine

    Curtir

    • Acredito, Thayrine, que grande parte do nosso sucesso na vida espiritual pode ser creditado ao empenho, oração e testemunho de nossas mães. Ou daqueles que nos transmitiram a fé muito mais com o seu modo de agir do que com meras palavras.

      Grande abraço, obrigado por comentar.

      Josué

      Curtir

E você, o que poderia acrescentar sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s