O Maior e o Menor

Os últimos livros do Velho Testamento são chamados de “Profetas Menores”. Mas justamente depois dos registros deles vem, em Mateus, o registro da vida de João Batista, a quem nos referimos como “último profeta da lei”.

Jesus, porém, diz dele que não apareceu outro maior (fora do reino dos céus – seria antes do evangelho da Graça?) . Mas, prossegue o Mestre, o menor no (dentro do) reino dos céus é maior do que ele.

Há muito mistério nas afirmações de Jesus sobre o Reino, só saberemos todos os detalhes na eternidade. Mas, o que fazia de João diferente de todos os outros profetas, todos menores do que ele, que nem mesmo um pequeno livro escreveu?

Entre outras coisas, poderíamos chamar a atenção aqui para o fato de ter sido ele – e só ele, dentre todos os demais profetas – a presenciar o cumprimento da maior profecia do VT: a vinda do Messias. Ele anuncia E APRESENTA o cumprimento da profecia. Que privilégio, não?

Mas e quanto a nós? Nós, os menores no reino dos céus, somos portadores de profecia maior ainda: ELE VOLTARÁ E REINARÁ PARA SEMPRE! VIVA O REI!

Se podemos repetir aqui o conceito de maior usado por Paulo na carta aos Coríntios, maior é mais útil. Se a palavra de João Batista fez tremer o vale do Jordão, a nossa deve fazer tremer o mundo inteiro: MARANATA!

Anúncios

7 comentários sobre “O Maior e o Menor

  1. ApdSenhor,

    O Discurso principal de João e que se tornou um “objetivo de vida” – pregar aos gentios e admoestar os judeus, anunciando a proximidade de um “Messias” que estabeleceria o “Reino do Céu”.
    O preparo para a vinda do reino foi feito por meio da proclamação de advertência e da necessidade de arrependimento.
    Uma geração de víboras rejeitou a mensagem, ao passo que outros permitiram que o mensageiro de Deus os preparasse.
    A preparação feita por João foi para um caminho de santidade, e o povo de Deus deve andar nesse caminho.

    Abraço.

    Curtir

    • Prezado Robson,

      O papel de João foi importantíssimo, como é hoje o da Igreja Fiel. Andar – não só apontar – no caminho de santidade, pelo qual o Senhor passará, tal como dito: santificai-vos porque amanhã fará o Senhor maravilhas no meio de vós (Josué 3:5).

      Abraço,

      Curtir

  2. Nos tempos em que o homem busca alcançar evidência no Projeto de Deus, o exemplo de João Batista é muito oportuno… As suas obras (preparar o Caminho do Senhor, anunciar a Vinda do Messias, batizar as pessoas com o batismo do arrependimento, inclusive o próprio Senhor Jesus!) não o faziam digno sequer de atar-Lhe as alparcas…
    Este servo exerceu a sua mordomia com consciência:
    “Eu não sou o Cristo, mas sou enviado adiante dele.” João 3:28b
    “…mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu…” Mateus 3:11
    “É necessário que ele cresça e que eu diminua.” João 3:30

    A Paz do Senhor Jesus!

    Curtir

    • Então, amigo, temos um profeta da lei tomando consciência da Graça salvadora!! Maravilha isso, a transformação operada pelo Espírito Santo. Seja benvindo e volte sempre.

      Curtir

  3. A situação da religião naquela época é a mesma de hoje. Esperavam um Messias político, que tirasse os judeus do julgo de Roma, que os libertassem e estabelecesse um reino de paz terreno, no qual os judeus seriam exaltados. A religião atual prega um Jesus político, que vai entrar na nossa vida pra nos dar prosperidade terrena, casa própria, carro novo, cura de todas as enfermidades, nos libertar das dívidas, das aflições neste mundo. Mas a mensagem da Igreja Fiel é a mensagem de João Batista, o Reino dos Céus. No mundo teremos aflições, mas há um Reino preparado na Glória. E é necessário que os fiéis diminuam, para que o Senhor Jesus cresça nas nossas vidas. Que nossa razão diminua, que nosso arbítrio diminua, que nosso julgamento diminua, mas que Cristo cresça em nós, operando a vontade dEle, se fazendo grande em nossas vidas, para que nossa vida seja um testemunho verdadeiro da Salvação. Se João continuasse “grande”, jamais veriam o projeto de Salvação por ele. Da mesma forma quando nos tornamos crentes e continuamos grandes, é impossível testemunhar de Jesus. Só quando Ele se torna Senhor das nossas vidas que o mundo começa a enxergar algo novo nas nossas vidas. Desculpa a grande redação, to afim de escrever hoje.. hehehe.

    Curtir

  4. Deus concedeu a Joao Batista presenciar grandes momentos que estavam escritos na eternidade e um deles foi batizar com agua ao Filho de Deus, penso sempre em como limitamos em nossas ações e tememos muitas vezes…João teve um diferencial que foi a postura diante do reino que ele anunciava, sem temer, apenas realizar o que Deus tinha lhe falado. Hoje vemos que muitos temem anunciar o maranata e serem chamados de visionários…João não se preocupou com isso, exemplo a ser seguido. MARANATA, O SENHOR JESUS VEM!

    Curtir

    • Você se lembrou desse detalhe, que por si só já colocaria João num patamar diferente dos demais profetas que o antecederam: Foi ele quem batizou o Senhor Jesus. Ele que não era digno de desatar as alparcas dos pés do Salvador, ministrando um ato cheio de simbolismo e ensino para nós. Se, de fato, somos a geração que presenciará (e participará) do arrebatamento, isso já nos coloca um privilégio extraordinário – enquanto aumenta nossa responsabilidade.
      Vem Senhor Jesus!

      Curtir

E você, o que poderia acrescentar sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s