A Igreja de sexta, de sábado e de domingo

A história do Senhor Jesus narrada nos quatro evangelhos nos dá uma perfeita compreensão daquilo que seriam os nossos dias. É verdade que muitos tem fechado os olhos da fé para a verdade e procuram somente aquilo que lhes interessa. Não é o nosso caso.

Jesus escolheu os doze apóstolos. Dentre eles, Judas.

Podemos perceber que o ministério de Jesus teve algumas características. No começo, o Senhor operou muitos sinais. Já no final do Seu ministério, Ele deu muita ênfase a Palavra. São muitas histórias e parábolas que Jesus contou. Muitos diálogos. Um pouco menos de sinais.

Judas, enquanto sabedor que Jesus era o Filho de Deus, certamente não O trairia. Mas quando começou a ver menos sinais e ouvir mais da Palavra de Deus (e muitas vezes ouvia o que não lhe agradava), deixou subir ao seu coração a dúvida. Será mesmo Este o Messias?

Diz então a Bíblia que Judas começou a defraudar a “tesouraria”. Talvez isso no coração dele pudesse ser um teste ao Senhor: “Se Jesus chamar minha atenção, assim como muitas vezes chamou a de Pedro, é porque Ele realmente sabe de todas as coisas”. Com o passar do tempo, como não há registro de que Jesus tenha falado algo com Judas, talvez isso o tenha levado a crer naquilo que lhe seria até então somente uma dúvida: “este não é o Escolhido”.

Judas resolve vender Jesus para a religião. Talvez poderia até pensar estar ajudando, pensando ele ser um defensor da religião judaica. Estaria  “limpando” mais um falso Messias.

Jesus é preso e crucificado. Judas, vendo o erro que cometera, suicida. Sexta-feira.

Imaginemos, cá pra nós, que os discípulos conhecessem o Projeto da igreja e suas futuras dimensões. (Jesus já havia falado a respeito, mas somente conheceram após o Pentecostes). Imagine o que seria do pensamento deles no sábado: Jesus estava morto. E antes disso, já a algum tempo também, não viam tantos sinais, somente grandes sermões. Judas que era um amigo, alguém escolhido junto com eles, abandonou “o barco”. Pior do que isso, descobriram que ele traíra Jesus e talvez neste momento, já sabiam da fraude à tesouraria. Como continuar a igreja, sendo que, em sendo somente doze já tiveram tantos problemas? Como continuar se Jesus não avisou de um fraudador que estava no meio deles? Pior, com o crescimento da igreja, como seria quando fossem dez, vinte, trinta mil pessoas? Quantos escândalos poderiam vir?

Diz a Bíblia que alguns voltaram de onde vieram. Outros foram para lugares que nada tinham do projeto de Deus.

Nesta última hora é assim. A igreja de sexta-feira é aquela que trocou Jesus por um outro projeto qualquer. Entregou Jesus à religião para que Ele fosse julgado (um curador, um bom homem, um filósofo). Alguns entregaram Jesus para que Sua Obra fosse escandalizada, expondo aqueles problemas que, na verdade, eram do homem e não do Senhor.

A igreja do sábado são aqueles que deixaram se atemorizar por aquilo de que já estavam avisados. Era mister que isso tudo ocorresse, contudo, diziam consigo: “a Obra de Jesus mudou”. Para eles era hora então de tomar um outro caminho. Duvidosos, voltaram ao lugar de onde vieram. Na história bíblica, Jesus ainda foi atrás destes, mas para aqueles que duvidaram da ação do Espírito Santo e blasfemaram d’Ele, negando aquilo que viveram, não haveria uma segunda chance.

Importa para nós a igreja do domingo. Aqueles que viram Jesus ressuscitado, glorificado. São estes que não tem dado ouvidos às dificuldades, aos rumores (havia rumores espalhados pelos romanos que o corpo de Jesus havia sido roubado/ furtado). Para nós, importa o Projeto. Os que ficaram são os que não tem dúvidas da operação do Espírito nas suas vidas. Não precisam ficar vendo fenômenos acontecerem. São os que tem dado ouvidos à Palavra de Deus. Estes são os valentes. É sobre estes que a Igreja vai continuar sendo edificada. São estes que vão ver o  cumprimento do Maranata, o Senhor Jesus Vem.

Texto extraído do Blog “Eternidade pela Palavra“, do amigo Weslley José de Oliveira. Obrigado, companheiro.

12 comentários sobre “A Igreja de sexta, de sábado e de domingo

  1. Maravilhosa a mensagem.

    E o interessante, desta igreja de sexta, é a atitude que deixou o próprio Senhor Jesus perplexo.

    E, respondendo Jesus, disse-lhes: Saístes com espadas e varapaus a prender-me, como a um salteador?

    Todos os dias estava convosco ensinando no templo, e não me prendestes; mas isto é para que as Escrituras se cumpram.
    Marcos 14:48-49

    Ora, o salteador na verdade era Judas e o espírito que agia nele. Mas a quem trataram como salteador foi ao próprio Senhor Jesus, o mesmo que tantas vezes os ensinou no templo. Mas era necessário, era profético, havia uma benção no final, para os que perseveraram no Senhor Jesus.

    Curtir

  2. Um detalhe muito interessante e que na minha opinião deve ser observado, é a grande diferença que há entre aqueles que escolhem ser da ig. de sexta, de sábado, para aqueles que são da ig. de domingo, onde JESUS vivo e revelado está presente. Um gd abs…

    “Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28: 20

    Curtir

    • A chamada Igreja de domingo experimenta até hoje – e até ao final – o verdadeiro sentido da profecia do Emanuel – Deus conosco.

      Grande abraço.

      Curtir

  3. Gostei da mensagem e achei engraçado quando vi as tags. Mas complemento aqui o texto confirmando sua introdução e corroborando o resultado dos infiéis.

    Evangelhos:

    Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem! Mateus 18:7

    E disse aos discípulos: É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Lucas 17:1

    Resultado dos infiéis:

    Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Apocalipse 3:16

    Curtir

  4. Os valentes sempre permanecerão, louvado seja o nome do Senhor ! A grande benção desta Obra não é a multidão, nunca foi, mas sim um punhado de valentes que se coloca no meio do campo de lentilhas mesmo depois de muitos o terem abandonado pensando apenas nos seus próprios interesses. Os que permanecem, cada um deles, valem mais do que mil. Devemos sempre lembrar, “muitos são chamados porém poucos são os escolhidos”.

    Curtir

    • Caro Companheiro,

      Temos enfrentado lutas, até então, desconhecidas nesta Obra. Mas em Sua sabedoria, Deus permitiu que isso acontecesse agora, quando somos maduros o suficiente para “digerir” essa amargura e olharmos para frente, com humildade e desejo renovado de deixar logo este mundo mau. Essa é a valentia que temos aprendido a exercer.
      Abraço.

      Curtir

  5. Igrejas :

    Sexta > Jesus como homem
    Sábado > Jesus morto
    Domingo > Jesus que era Deus se fez homem,( não continuou homem ) morreu,( não permaneceu morto ) mas ressucitou destre os mortos — Jesus Vivo, figura do Jesus de Apocalpse …… Glória Deus.

    Curtir

  6. Hoje em dia o que não falta nas igrejas são “os judas”.Na realidade,eles estão espalhados por toda a sociedade:da instituição pública ou privada,até a escola, a família,e ainda no convívio diário,digo,nas relações interpessoais, de negócio,sentimentais,etc.Onde bem dissimulados,tais Judas,falam educadamente, apresentam-se como amigos,parceiros,irmãos,namorado(a) com único fim de obter lucro para si. Diante desse quadro não é de se assustar o aumento daqueles que frequentam a igreja do Sábado.O momento é difícil. Mas graças a Deus,foi nesse mesmo dia, precisamente ao meio dia,no momento da prova,à hora sexta -quando houve trevas sobre toda a terra- que Jesus demonstrou seu amor suportando até à hora nona,quando nos deu o direito de acesso ao trono de Deus Pai.Desse modo entendemos que o momento que estamos passando,é abreviado quando olhamos para cruz.É de lá que nos vem a certeza que somos igreja não só do Domingo,mas igreja eterna,fortalecida no Sangue do Cordeiro.Que não está firmada em fundamentos humanos,de Judas,mundanos,mas no projeto Amém.

    Curtir

E você, o que poderia acrescentar sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s