Pecado: uma doença da alma

Apesar de falar muitas vezes nos evangelhos sobre enfermidades que Jesus curou, a passagem da mulher paralítica traz uma informação bastante peculiar: aquela era uma doença de fundo maligno, causada por uma opressão. Não quero entrar em detalhes sobre isso aqui, agora. Mas a história nos servirá para tratar de outra doença de fundo espiritual, … Continue lendo Pecado: uma doença da alma

Anúncios

Põe-te de pé e falarei contigo

(os trechos sublinhados são links que fazem abrir o texto bíblico correspondente) E DISSE-ME: Filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo. Então entrou em mim o Espírito, quando ele falava comigo, e me pôs em pé, e ouvi o que me falava. Ezequiel 2:1, 2 O nosso relacionamento com a Palavra de Deus … Continue lendo Põe-te de pé e falarei contigo

Mais uma sugestão de leitura. Texto de 2009, que se mostra bastante atual.

Doquestacheiocoração

Certo dia falava com alguns irmãos a respeito da estrutura da igreja, cujas ligações consistem de um curioso material denominado “confiança”.

Paulo, ao escrever a Timóteo (I Tim 6:20a), aconselha-o a guardar o depósito que lhe fora confiado. Paulo se referia ao seu ministério e ao conhecimento do Projeto de Deus.

O que de mim ouviste, disse mais o apóstolo, “confia-o a homens fiéis” (II Tim 2:2), que por sua vez o transmitiriam a outros da confiança deles.

O Senhor Jesus conhece o coração dos homens. Diz a Palavra que Deus não confia em Seus servos e até em Seus anjos encontra falhas.

Mas Ele mesmo disse: tenho vos chamado amigos, pois tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer (Jo 15:15).

Assim o governo da Igreja é recebido como um “cargo de confiança” e repartido do mesmo modo, pelo que o exerce, entre os que prestam serviços…

Ver o post original 71 mais palavras

Como escaparemos nós?

Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação (?)   Hebreus 2:3a A pergunta do escritor inspirado é uma espécie de desafio ao incrédulo. O mundo deseja - exige, na verdade - nossa atenção para tantas coisas. É difícil se estabelecer um foco. As riquezas, os prazeres, os entretenimentos, os políticos... e muitos … Continue lendo Como escaparemos nós?