Mas eras tu, homem meu igual

“Não tem espelho na sua casa, não?” – Essa pergunta um tanto desaforada expressa a indignação de quem se depara com as pessoas que não dão uma boa olhada em si mesmas antes de falar das “qualidades” dos outros. Já falei aqui como me impressiona a semelhança entre a Palavra de Deus e o espelho, figura citada na carta de Tiago. Se você ainda não parou pra pensar nisso, dá uma lida lá.

Mas hoje quero comentar aqui sobre quão assustador é ter um encontro consigo mesmo. Quão terrível é você descobrir quem é, de verdade. Às vezes a gente ouve alguém dizer que todo mundo precisa se encontrar. Mas isso é algo cuja seriedade a maioria de nós desconhece.

Davi, no salmo 55, de onde eu tirei o título desta postagem, mostra sua decepção ao se deparar com o “homem seu igual”. A partir daí ele e todos os que se encontram com seu homem natural, sabem que este não pode ser um íntimo amigo, um guia.

Segundo o salmista, era alguém que se engrandecia contra ele. Esse é o nosso homem natural, também conhecido como velho homem ou natureza carnal. Quando ele começa a crescer, se engrandecer, tomar força dentro da gente, é hora de tomar uma providência drástica. E não há maneira mais eficaz de conhecer a si mesmo do que se confrontando com o espelho – a Palavra do Senhor. Ela te mostrará quem você de fato é. Vai ser um encontro terrível, prepare-se. Você vai ficar abatido diante de tantos defeitos que vai encontrar. Ah, e quanto mais luz (revelação) mais detalhes horríveis sobre você serão expostos. Porém a Palavra lhe dará também o conselho melhor pra você prevalecer contra o velho homem. Leia. Ore. Pratique. Não será fácil, eu sei disso. Mas será muito eficaz.

Entrega… Confia… Ele o fará.

Essa parte do versículo 5 do salmo 37 me chamou a atenção. Lembra do verso todo? “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e Ele o fará.” Achei que na minha Bíblia estava faltando a palavra “TUDO”. Mas olhei melhor e vi que não, não faltava nada. Aquela tradução diz exatamente isso: “Ele o fará”.

No hebraico a expressão é “asah” – Ele atuará. Ele agirá.

Assim entendo que a atuação de Deus está (por Ele mesmo) condicionada ao nosso entregar e confiar. Duas palavrinhas simples de falar, mas… difíceis de praticar.

Por que é difícil ENTREGAR? Porque somos possessivos, orgulhosos, egoístas demais. Queremos o controle da nossa vida, do nosso caminho. Mas lembre-se: não há espaço para dois caminhos. Se você não lhe entregar o seu, Ele não lhe dará o dEle. E o Caminho dEle… você conhece, não? É aquele que foi pisado pelas nossas transgressões.

E por que é difícil CONFIAR? Porque somos auto-confiantes, presunçosos e desconfiados demais. Não queremos abrir mão do que acreditamos poder realizar por nós mesmos.

Mas se não entregarmos e confiarmos, Ele NÃO agirá. Talvez esteja faltando só isso para o agir de Deus começar a surpreender você. Não demore. Entrega. Confia. Deixa Ele agir.