Não é quanto. É como.

Quando o evangelista Marcos conta sobre a oferta da viúva pobre, no capítulo 12 de seu evangelho (Se quiser, clique aqui para ler a passagem), ele usa uma expressão que nos ajuda a compreender melhor o que Deus quer nos dizer.

No verso 41 ele diz que Jesus “observava a maneira como a multidão lançava o dinheiro na arca do tesouro”. Veja bem, Ele não observava o quanto a multidão lançava, mas a maneira, o como lançava. Isso é que chamou a atenção do Senhor.

Ao explicar isso para os seus discípulos, Jesus diz que a pobre viúva depositou mais do que todos os que depositaram na arca do tesouro, porque ela havia depositado tudo o que tinha, todo o seu sustento.

Suas duas moedas poderiam representar uma ínfima porção das vultosas ofertas que eram lançadas ali. Mas suas pratinhas não eram o resto, sobejo, mas o todo. Muitos ainda se aproximam de Deus para lhe ofertar o que lhes sobra, ainda que isso possa parecer muito para si mesmas ou para quem lhes observa com olhar superficial – como é todo olhar humano.

Mas quando somos observados pelo Senhor, Ele sabe o quanto de confiança depositamos nEle. É disso que trata essa passagem: confiança. Ela entregou todo seu sustento. Não era um suicídio. Ela sabia que precisava de continuar sendo sustentada dali para frente. Mas ela entregou seu sustento aos cuidados do Senhor.

Era como se ela dissesse ao Senhor: A partir de agora serei sustentada por Ti, Senhor.  A palavra sustentar vem do latim, SUSTINERE, que significa apoiar, aguentar. Daí também vem a palavra “suster” que é dar apoio.

Não é nenhum segredo que a grande maioria das pessoas busca apoio em seu patrimônio, material ou intelectual. O resto, a sobra, é o que estes chamam de fé, um restolho.

Mas a maior oferta é depositar TODA confiança no Senhor.

12 comentários sobre “Não é quanto. É como.

  1. Texto claro e objetivo, com informações suficientes embasadas nessa passagem bíblica. Como é um texto para se ler na Web creio ter sido escrito de forma coesa. Do ponto de vista do teor da mensagem acredito ser bem esclarecedor, pois existem várias revelações dentro dessa palavra. Mas depositar confiança que o Senhor é um Deus provedor e que Ele pode nos sustentar, não são atitudes comuns de serem encontradas atualmente.

    Curtido por 1 pessoa

    • Obrigado, senhorita jornalista😉
      Tenho como objetivo produzir textos curtos, de fácil leitura e que produzam ao menos 30 segundos de reflexão. E uma eternidade de bons frutos. Obrigado por comentar, que o Senhor lhe abençoe em tudo.
      Josué

      Curtir

  2. Prezado pastor Josué. Louvado seja Deus pela palavra que nos chegou revelada. Podemos imaginar a alegria daquela pobre viúva ao depositar aquelas 2 moedas. Ela poderia ter lançado a metade (somente uma moeda), e ficar com a outra, e assim mesmo daria para o Senhor mais do que todos aqueles que depositaram do que lhes sobravam. Mas, certamente a gratidão e a confiança no Senhor estava acima de qualquer outro valor para não dividir, o que fez com que ela ofertasse tudo o que tinha. Vejo naquelas duas moedas o coração dela, que estava todo voltado para o Senhor.

    Curtir

    • Verdade, se tivesse dado uma moeda, já teria dado mais do que o dízimo, seriam 50%. Obrigado pela visita, amigo. Volte sempre. Obrigado por comentar. Fique com Deus.

      Curtir

  3. Prezado amigo vejo que a oferta da viuva produziu para ela frutos para a eternidade, pois tocou o coração de jesus ; profetico revelação, já a multidão, bem ficou só na historia, não entrou no tempo de Deus, não agradou o Senhor, portanto………………………….;
    Fraternalmente
    Elson Ganda (Linhares)

    Curtir

    • Esse é o mistério da fé: transcender e alcançar o coração de Deus! Maravilha, fiquei muito feliz com sua visita, amigo! Obrigado.

      Curtir

  4. Fiquei imaginando JESUS nos observando não só na hora da entrega das MOEDINHAS, mas na nossa Entrega Diária. Quantas delas são lançadas para que OUTROS e não JESUS, vejam e Ouçam o BARULHINHO da MOEDA caindo no chão… O VALOR.
    O Texto diz que ELE observava o MODO, o COMPORTAMENTO, a Ação que era feita ao DEPOSITAR no ALTAR e não, o VALOR da Moeda colocada.
    Amigo…. É melhor mudar o Valor da Moeda…rsrs
    Amei!
    DEUS É MARAVILHOSO!
    A nossa Dívida com ELE , é grande.
    Grande aprendizado.
    Um abraço.
    PAZ.

    Curtir

    • Você, que escreve como eu, irmã, sabe que primeiro escrevemos para nós. E escrevemos para que as lições – por vezes duras, difíceis – sejam absorvidas pelos leitores de um modo menos dolorido. Afinal, nada como ser corrigido pelo castigo de outros, não é?
      Abraço fraterno,
      Josué

      Curtir

      • Verdade, o PRIMEIRO a LER o que escrevemos, somos NÓS MESMOS…Escrevemos diretamente pra nós.
        Aprendemos sempre … E lendo o OUTRO… Aprendemos mais ainda.
        Muito bom entrar aqui e ver em você, meu irmão, o AGIR de DEUS.
        DEUS em nós… SEMPRE!

        Curtir

  5. Pingback: (…) COM ALEGRIA | Arauto do Evangelho

E você, o que poderia acrescentar sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s